Google+ Followers

quinta-feira, 7 de abril de 2011

Ataque contra crianças em Realengo - Rio de Janeiro


Nós da E.E. Antonio Ferraz queremos demonstrar nossa indignação e pêsames aos alunos, professores, funcionários e familiares da Escola Municipal Tasso da Silveira/RJ, onde um homem invadiu a escola, na Zona Oeste do Rio, e atirou contra crianças dentro de uma sala de aula, deixando mortos e fe. De acordo com as primeiras informações, o atirador teria entrado nas dependências disfarçado de palestrante e as razões do crime ainda não conhecidas.


A escola Tasso da Silveira fica no bairro de Realengo, zona oeste do Rio, e cerca de 400 alunos estavam nas salas de aula. Ele já começou atirando no pátio da instituição, usando dois revólveres e carregadores rápidos. Houve pânico e os alunos saíram em debandada pelas ruas. Os que estavam nos andares de cima se esconderam nas salas. Seis das crianças atingidas foram levadas para o hospital por um pai de aluno, numa picape acompanhada pelos bombeiros. As vítimas foram encaminhadas primeiro para o hospital Albert Schweitzer, próximo à escola. Depois foram usados seis helicópteros para transportar as vítimas para outros hospitais da cidade. Existem mais 22 pessoas feridas, entre alunos, professores e funcionários. A BandNews localizou a irmã adotiva do atirador. Ela disse que Wellington era muito estranho, não tinha amigos, não saía de casa, passando o dia na internet, em sites sobre islamismo e terrorismo. Nos últimos meses, deixou a barba crescer e mudou de casa.


Ministro da Educação diz que caso é tragédia sem precedentes no Brasil Fernando Haddad fez afirmação durante visita a hospital em Porto Alegre.

Ministro se disse chocado e afirmou que dia é de luto para educação. Do G1, em São Paulo O ministro da Educação, Fernando Haddad, disse nesta quinta-feira (7) durante visita a hospital em Porto Alegre que o ataque a tiros em uma escola municipal do Rio de Janeiro é uma “tragédia sem precedentes no Brasil”. Ao menos 11 pessoas morreram. saiba mais






Segundo a assessoria de imprensa, o ministro recebeu a notícia dos tiros quando desembarcou em Porto Alegre e se disse chocado. Haddad afirmou ainda que esse é um dia de luto para educação brasileira. De acordo com o ministro, o dia deveria ser de celebração pela aprovação do piso salarial de professores no Supremo Tribunal Federal (STF) na terça-feira (8), mas não há como comemorar após o ataque. Haddad colocou o MEC à disposição da prefeitura do Rio de Janeiro, com seus institutos e universidades, para auxiliarem no que for necessário. O ministro visita o Hospital de Clínicas de Porto Alegre acompanhado de deputados federais da Comissão de Educação. Segundo a assessoria de imprensa do ministério, Haddad levou os parlamentares ao local porque o hospital é modelo de hospital universitário. MortosA secretaria de Saúde confirmou 11 pessoas mortas. O secretário de Saúde do Rio, Sérgio Côrtes, havia afirmado que eram 13 pessoas mortas, mas a informação foi corrigida por volta das 11h desta quinta-feira, no ataque a Escola Municipal Tasso da Silveira, em Realengo, na Zona Oeste do Rio. Segundo a polícia, o atirador está incluído no total de mortos. O atirador foi identificado pela polícia como Wellington Menezes de Oliveira, de 23 anos. Segundo a Polícia Militar, ele era ex-aluno da escola.

Nenhum comentário: